"Eles riram de Galileu, mas também riram do Bozo"

Ruth de Aquino, a diretora da sucursal da revista Época, em sua coluna , disse:

"Ler sobre pesquisas científicas de universidades respeitadas é uma receita certa para dar risada"

Mais um dos sintomas do pós-modernismo, onde é legal criticar a ciência, os cartesianos, derrubar "paradigmas" , onde falam sobre uma ciência dominadora e esquecem que, como qualquer empreendimento humano a ciência possui falhas, e claro que não está acima de criticas, na verdade podemos dizer que é a unica área do conhecimento onde existe um sistema de autocorreção e onde as críticas são até encorajadas, e independente se você é um não-cientista, ou um doutor, se tiver treinamento suficiente pode contestar alguma coisa . Só que a grande piada acontece quando uma pessoa, teoricamente bem informada que se beneficia diretamente da vida que a própria ciência e seus "tontos" ciêntistas propiciaram, e nao falo de internet, remédios, preservativos, salgadinhos elma-chips, ver de porto alegre o radiohead em SP, falar com pessoas de além mar, mas de algo que surgiu nas cavernas, que é olhar para natureza e se perguntar "como"? e "o que eu posso fazer com isso"?
Boa parte dos estudos que a moça citou são estatíscos (não conhece essas senhoras?) que dizem a probabilidade de algo, e nao a certeza de algo, e também são estudos da área da pepsicologia, digo, psicologia.
Deveras engraçado, e se você quer continuar se informando como a moça bonita da foto, boa sorte com isso, mas se tem interesse em descobrir o que é essa coisa tão surrada (pelo menos no Brasil) que faz cientistas de verdade e não-cientistas como eu gastar alguns minutos do seu tempo escrevendo formal e informalmente sobre essa maneira tão preciosa de entender o mundo, leia os blogues, vá atrás e de uma chance a ciência.

Para fica por dentro (e ler comentários mais sérios):
Título em homenagem ao maior divulgador de ciência, Dr. Carl Sagan.

3 Response to ""Eles riram de Galileu, mas também riram do Bozo""

  • Clarissa Says:

    Ler algumas dessas revistas do tipo mencionado também é um ótimo artifício para dar risadas. Estamos em uma cultura de deserviços, aonde a tolice é que faz mais sucesso. O lance é criticar e ironizar, mesmo que seja algo que tu não entende patavinas (essa palavra existe? -agora existe, oras-). Soltando meu lado mais "rebel rebel" aflorar, não dá para se discutir Ciência com quem tem como referências bibliográficas a Veja etc e tals.

    Mas é isso aí, o lance é continuar dando motivos para as editoras da Globo e da Abril darem risadas, e me orgulho muito por isso.


  • Natália Says:

    Em concordância com a Clarissa.

    É de se pensar o que a dita cuja da Época acha sobre reportagens sobre "como descobrir o que sua amiga pensa do seu namorado" e coisas assim. Na certa isso sim é muito sério e relevante.

    É triste ver o que, digamos assim, o sistema, ensina para quem quiser aprender: para não saber nada (que não seja referente a bizarrices da vida moderna) e ainda assim parecer o ó do borogodó (?), ridicularize o que outras pessoas fazem, mesmo que o façam com afinco e dedicação.

    É isso aí, vamos continuar dando motivo para as risadas da Ruth.


  • L. Felipe A. Says:

    é como aquela frase "se voce lê Veja,(Época no caso) azar seu" hehehe
    é o que acontece quando se dá pitacos, assim como as minhas incursões no jornalismo...
    agora a Ruth de Aquino tem até pagina no wikipedia ora essa...
    http://comciencias.blogspot.com/2009/03/mais-links-sobre-o-besteirol-de-ruth-de.html
    não achei o link, acredito que o Prof Osame esteja editando